Postagem em destaque

MEU REFÚGIO NERD - ATUALIZAÇÃO DE LINKS DO PROJETO

Olá! Fizemos um pequeno ajuste no projeto e precisamos atualizar todos os links do projeto. Não se preocupem. Nenhum conteúdo será movido ou...

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

FAKE NEWS: COMO IDENTIFICAR | MEU REFÚGIO NERD

 FAKE NEWS: COMO IDENTIFICAR

Eu sei. Esse é um grande desafio para todos nós. Se é um desafio para especialistas…imagine para nós cidadãos que somos bombardeados por todo o lado com toneladas de informação nessa era da internet, do big data e inteligência artificial, uso de scripts e bots. Além disso, nesse caminhão de coisas que recebemos todos os dias…como filtrar o que é válido ou o que não é? O que é genuíno e o que não é? Também o que é realmente relevante e o que não é ou não deveria ter tanta prioridade?

Essa postagem pretende ser uma fonte de pesquisa e estudo para esse assunto, mas não definitiva. Já que isso está constantemente mudando e tem bastante gente séria trabalhando nesse assunto. Não sei se será um post longo. Portanto, é possível que tenha de voltar aqui para atualizar, corrigir e acrescentar informações.

FAKE NEWS

Você já deve estar careca de saber que fake news é uma praga na internet. Ela pode vir tanto de meios duvidosos quanto de meios aparentemente confiáveis. Já houve casos de jornais respeitados tanto aqui no Brasil como lá fora divulgarem informações ou com meias verdades ou que precisaram ser corrigidas posteriormente, mas já com um grande estrago feito.

Por exemplo, esses dias uma revista conhecida divulgou uma matéria grande(quantidade de palavras não quer dizer qualidade de conteúdo, beleza?) com uma baita teoria de conspiração que também surgiu em sites, blogs e perfis de redes sociais especializados em espalhar fake news, calúnias e difamação(isso sobre os atuais vazamentos sobre má conduta de ex-juiz e procuradores). Não sei se houve alguma errata. Porém, pelo menos para mim, deixou de ser fonte para os cards do Google. Aliás, muito cuidado com esses cards.

Fake news foram praticamente cruciais para as eleições nos EUA porque, entre outros métodos, foram usadas mentiras(pesadas, inclusive). Daquelas de nível de processo. É como se valesse o custo. Digo praticamente porque insistem em dizer que o problema maior foi o tal “escândalo” de e-mails da Hillary. Tanto isso não era suficiente para abalar a confiança do povo americano nela que ela foi eleita pelo povo, porém os delegados escolheram Trump.

Todavia, estamos apenas dando uma pincelada aqui sobre isso para se ter uma ideia de como fake news podem ser tão prejudiciais. Antes de os políticos se apropriarem das redes sociais e messengers já vimos em outra escala o que fakes news, boatos, mentiras são capazes de fazer no mundo real. Sim, no final deste post deixaremos alguns links para vocês verem como são perigosos e mortais.

MEME NEM SEMPRE É BRINCADEIRA

Ah…o poder de síntese dos memes…você deve receber trocentas “plaquinhas” nos grupos do WhatsApp e na sua timeline do Facebook ou do Twitter, não é? Pois bem…desconfie dos memes…quando nós estamos a procura de notícias confiáveis precisamos de fonte. No entanto, normalmente esses memes trazem ideias distorcidas, ideologias loucas e teorias da conspiração. Não são apenas “zoação” com figuras conhecidas. Trazem calúnias e difamação e faltam com respeito com essas pessoas. Sem contar com ameaças implícitas e incitação de ódio. Portanto, nem todo meme “engraçado” deve ser compartilhado.

Ah sim…normalmente surgem de fontes não confiáveis como sites ou blogs especializados em espalhar esse tipo de lixo e também redes sociais e messengers de todo tipo. Por exemplo, são usados robôs e scripts para disparar esse caminhão de lixo em massa. Sim, antigamente a gente chamaria isso de spam. Mas é bem mais grave que isso. São atos realmente criminosos. Não tem fonte. Basta perguntar de onde veio. Nem todo meme vem assinado. E se vem você já sabe que não é algo que preste. Um dos objetivos é manipular a opinião de uma massa de gente, usando linguagem simples…rudimentar que qualquer um absorve independentemente de grau de instrução.

Então, como artigos científicos e notícias inteiros não cabem em um meme, os memes acabam sendo usados para espalhar exatamente o oposto e também as fake news. Você resume a ideia e a espalha…usando imagens e curtas legendas. Inclusive misturando notícias ou imagens antigas com outras notícias. Então, é importante também olhar datas e verificar se imagens são verdadeiras(até que sejam e se estão fora de contexto).

BOTS TAMBÉM ESPALHAM FAKE NEWS

Cara…não se engane. Quando você vê uma quantidade alta de compartilhamentos, likes, posts com a mesma hashtag…não são pessoas engajadas com determinado assunto: são bots. É possível subir quase qualquer assunto no trending topics no Twitter, por exemplo, usando grupos mal-intencionados e robôs. Paga-se muito para se ter a opinião pública a favor de uns e contra outros até de forma violenta e cheia de ódio.

Por fim, apesar de já terem sido denunciados por pessoas interessadas no assunto e também pela imprensa, isso não parece surtir efeito em quem segue hashtags e tópicos puxados por robôs. O que é algo realmente estranho. Aí você vê a importância da educação e um povo instruído com boa escolaridade. Não parecem entender nem aceitar o que está acontecendo nem quando explicam.

SE É FAKE NÃO É NOTÍCIA

Então, se surgiu de grupos de WhatsApp e redes sociais…é batata que você está provavelmente diante de fake news. Antes de repassar qualquer coisa busque fontes oficiais na imprensa(falaremos dela mais abaixo também). O que não pode ser “checado” não deve ser repassado sob risco de se estar afetando a reputação de alguém ou de criar um pânico sobre algo que não existe. Teorias da conspiração, ideologias radicais e mirabolantes, revisionismo histórico, informações da vida pessoal de alguém…etc…você deve desconfiar desse tipo de coisa. Não deve repassar.

Por isso, uma das coisas que você pode fazer é procurar nos sites oficiais dos jornais para ver se tem algo falando ou desmentindo o que recebeu. Pois é, de uns tempos para cá…esses sites têm disponibilizado um sistema de “checagem” para saber se algo é fake news ou notícia de verdade. Não confirmou a veracidade? Delete. Simples assim. Ninguém gosta de ser enganado. O mal que pode causar repassando material como esse pode ser gigantesco. Sem contar que você pode incorrer de crime.

A IMPRENSA

Então…com todos os asteriscos, observações e notas de rodapé que tenhamos obrigatoriamente de elaborar sobre a imprensa…ainda é o meio ideal para confirmar se algo é realmente notícia. Historicamente a imprensa sempre esteve lado a lado com o status quo, com regimes autoritários e assassinos. Então, não dá pra passar a mão na cabeça da imprensa…em especial a do Brasil. Contudo, quando existem investigações e vazamentos a imprensa funciona como deveria funcionar e não como braço e propaganda do governo.

Pois bem, quer fazer um teste sobre isso que estamos falando? Abra vários jornais em suas páginas principais. Veja a forma como os assuntos são abordados. Como são as manchetes. Você vai notar uma grande diferença. Vai notar até mesmo omissão de notícias de interesse nacional na primeira página de certos jornais quando você faz essa comparação. Mas isso é apenas superficial.

Aliás, havia um slogan de um grande jornal que admitia em seu comercial que era “formador de opinião”. Afinal, será que é esse o objetivo que se espera da imprensa livre? Disponibilizar informação, denunciar…deixar o cidadão a par de coisas realmente relevantes que acontecem…entre outras coisas…deveriam ser prioridades da imprensa.

Ainda sim, se você recebe algo que veio de um blog ou do WhatsApp…e não tem respaldo da imprensa…não foi checado e sequer publicado em jornais…você foi vítima de fake news…

OUTRAS FORMAS DE “CHECAR”

Entretanto, depois de alguns escândalos de jornais envolvidos com fake news…sem querer ou querendo…e o fato de eles volta e meia terem de desmentir sobre esses boatos criados na internet…várias instituições se reuniram e resolveram criar ferramentas e bancos de dados para “checagem” de notícias falsas. Isso é importante porque o cidadão, às vezes, fica sem ter a quem recorrer nessas horas e fica buscando fontes para confirmar se é fato ou fake. Portanto, tente usar mais de um para cobrir tudo e também lembrando que tem imprensa com gente com ideias antigas envolvida…pense na frase “o caminho para o inferno é pavimentado com boas intenções”. Pesquise bem antes de confiar.

Porém, tem muita gente séria no meio da imprensa. Então, é melhor isso do que confiar em blogs de lunáticos e correntes criadas em messengers e redes sociais. A gente vai deixar alguns links para vocês guardarem. Servirão para você verificar se o que recebeu no seu celular, por exemplo, é fato ou fake.

Abaixo, sem ordem específica:

G1 – Fato ou Fake
https://g1.globo.com/fato-ou-fake/

Fake Check ou Detector de Fake News(criado por pesquisadores da USP e da Universidade Federal de São Carlos)
https://nilc-fakenews.herokuapp.com/

Fact checker do Washington Post
https://www.washingtonpost.com/news/fact-checker/

Agência Lupa
https://piaui.folha.uol.com.br/lupa/

Aos Fatos
https://aosfatos.org/

Comprova
https://projetocomprova.com.br/

Certamente vai faltar algum. Então, se souber algum do Yahoo! ou do Google entre em contato conosco nas redes sociais e gente atualiza aqui.

Prometidos links sobre o perigo de boatos e fake news:
https://www.bbc.com/portuguese/topics/e7539dc8-5cfb-413a-b4fe-0ad77bc665aa
https://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2018/09/5574420-fake-news-espalham-medo-e-podem-causar-tragedia.html
https://veja.abril.com.br/especiais/linchamento-guaruja-fake-news-boato/
https://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/o-que-sao-fake-news.htm

Gostou do nosso post? Junte-se a nós!

APOIE ESTE PROJETO: https://apoia.se/meurefugionerd
INSCREVA-SE: https://www.youtube.com/MeuRefugioNerd?sub_confirmation=1

Segue na TwitchTV e escorrega o prime:
https://www.twitch.tv/meurefugionerd

SEGUE NO INSTAGRAM:
https://www.instagram.com/meurefugionerd/

CURTA A PÁGINA NO FACEBOOK:
https://www.facebook.com/meurefugionerd

SEGUE NO TWITTER:
https://twitter.com/MeuRefugioNerd

CONTRIBUA PARA NOSSO PROJETO ATRAVÉS DO PORTAL APOIA.SE
https://apoia.se/meurefugionerd

HELP US VIA PATREON
https://www.patreon.com/meurefugionerd


Voltar ao início.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais lidas: